Peraus, os cânions do Sul do Brasil II

10270689_771364442893920_6025567257793958446_n Vista dos cânions do Parque da Serra Geral, Cânion Fortaleza, Cambará do Sul, RS.

10371722_771365339560497_3517668015621245291_n Cânion Fortaleza, para mim, o mais bonito de todos!

10390102_771364919560539_1153345516632061663_n

Cânion FortalezaAtravessando a cachoeira do Tigre Preto por cimaPara chegar à Pedra do Segredo, é preciso atravessar este rio, que forma a Cachoeira do Tigre Preto

Cachoeira gravata de noivo Fortaleza Cachoeira do Tigre Preto, Cânion Fortaleza, Parque Serra Geral, Cambará do Sul, RS.

canion Fortaleza6

Canion Serra geral coberto de Neblina Cânion Fortaleza sob a neblina da manhã.

Lud beira do canion Serra Geral Na borda da cânion Fortaleza, Serra Geral, Cambará do Sul.

Lud canion Fortaleza

Lud e Segredo Olhando para a Pedra do Segredo, assim chamada porque ninguém sabe como um bloco monolítico de 5 metros de altura e de aproximadamente 30 toneladas pode se equilibrar em uma base de cinqüenta centímetros.

Pedra do Segredo5 Pedra do Segredo no Cânion Fortaleza

Serra Geral inicio caminhada Início da caminhada para o cânion Fortaleza na Serra Geral, numa distância aproximada de 3 km.

Serra geral Um Graxaim no meio do caminho…Há muitos deles que vem ao nosso encontro em busca de comida. è proibido alimentar os animais pois eles se tornam preguiçosos para a caça.

Tigre Preto Cachoeira do Tigre Preto

Trilha para Canion Fortaleza A trilha para o cânion é íngreme, cheia de pedras e buracos e precisa de muita atenção na travessia.

Vista de Torres e o mar Em manhãs ensolaradas e claras podemos avistar Torres, o mar e as dunas, como agora

Canion da Serra Geral com neblina

Canion Fortaleza

Canion Fortaleza4

pedra_do_segredo_cambará

pedra_do_segredo_cambará_do_sul

Trilha_da_pedra_do_segredo_em_cambara_do_sul
Trilha para a Pedra do Segredo

O turismo nos cânions teve um impulso nas duas últimas décadas, e atualmente conta com uma rede de hospedagem diversificada. Na região dos Campos de Cima da Serra (RS), o foco é em hospedaria familiar rural; já na região litorânea se destacam as redes de pousadas, com preços variados e acessíveis a todos os bolsos, desde as mais sofisticadas até as mais simples. A exploração turística da região baseia-se principalmente no turismo rural e de aventura, tendo destaque os passeios guiados aos mirantes (belvederes) do planalto escarpado, e as trilhas guiadas a pé no interior dos cânions. O difícil acesso de alguns pontos de visitação determinou a criação de associações de guias no RS e SC. Estes profissionais são na maioria moradores locais, e são treinados e autorizados a realizar passeios turísticos na região. As distâncias para se chegar aos Parques Estaduais dos cânions, é, em média de 20 km (tomando-se como referência o centro da cidade de Praia Grande e o de Cambará do Sul) por estradas de terra até o ponto permitido ao tráfego de veículos, e a seguir, a pé, por trilhas, de aproximadamente 7 km de ida e volta, o que leva um tempo aproximado de 3 a 3hs e meia de caminhada. Algumas subidas (Cânion Fortaleza) são em terreno acidentado, em aclive, com muitas pedras soltas e passando sobre rios rasos que formam as cachoeiras. O percurso mais longo e difícil é pelo interior dos cânions, seguindo o curso por dentro do Rio do Boi. Leva aproximadamente 8hs ida/volta. A vista que se descortina, tanto dos cumes para os vãos profundos, como por dentro dos paredões é de uma beleza ímpar. A gente fica em estado contemplativo, sem vontade de retornar. No cânion de Itaimbezinho, há mirantes e proteção durante o trajeto. Nos demais, é a natureza em seu estado primitivo e o limite é onde a sua coragem e bom senso permitirem chegar. (Ludmila)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>