Encontros fantásticos

Ordem Arcana de S.G.de P. ( parte I)

A noite estava gélida e clara, iluminada por uma lua enorme, quando desembarcamos, em meados de julho, no aeroporto Arturo M. Benitez em Los Cerrillos – Santiago do Chile, em plena ditadura de Pinochet. Na agenda,o endereço do hotel no qual deveríamos hospedar-nos era o único ponto de referência que tínhamos quando resolvemos aceitar o convite para o primeiro contato com a Ordem Secular.
“Hospedem-se no Hotel Pousada Andina e aguardem contato”.
Narrado desta forma, pode parecer loucura, mas, o mestre que viera especialmente ao Brasil em busca de pessoas certas para darem continuidade à Ordem em nosso País, conheceu-nos e aproximou-se de nosso grupo no decorrer de um ano de contatos. Contatos que culminaram nos preparativos desta viagem baseada unicamente na intuição, na curiosidade e na confiança em seguirmos o caminho traçado por nosso destino.
O Hotel, simples e confortável, certamente não fazia parte do circuito turístico, mas ficava estrategicamente localizado aos pés da Cordilheira Andina. E a Cordilheira…Ah!…a Cordilheira… Refletindo uma luz etérea e azulada, ela nos hipnotizava com sua magnitude e imponência. Inúmeras vezes o motorista pediu para que confirmássemos se queríamos realmente aquele hotel, rendendo-se por fim à nossa certeza.
“Devem ter recebido recomendação de algum habitante da região, porque é raro trazer turistas para cá. Fica fora do centro”, argumentou.
Entramos num salão com paredes revestidas de madeira, minimamente mobiliado, mas que refletia um aconchego familiar. Uma senhora gorda e risonha veio receber-nos, já com as reservas efetuadas em nosso nome.
“ Os hóspedes do Brasil! Sejam bem vindos!”
Um quarto amplo, com sofá e lareira acesa nos aguardava. Jantamos um leve consome acompanhado por grande variedade de pães e um delicioso vinho tinto. A expectativa do inusitado encontro ( aconteceria naquela noite? ) não nos deixou dormir. Passamos algumas horas ao pé do fogo conversando, imaginando o que aconteceria, como e onde o contato se realizaria, que tipo de pessoas encontraríamos, até que nossa anfitriã entregou-nos um envelope com uma lacônica mensagem dentro.
“Estimamos saber que fizeram boa viagem. Amanhã, as 16h30 um automóvel os apanhará na rua Tal, defronte ao número 345. Por gentileza, não se atrasem.” Assinado: H.P.T. seguido por um sinal gráfico de reconhecimento dos filiados à Ordem.
(Continua na próxima postagem)

Nota: Todos os nomes de hotéis e pessoas são fictícios para manter os personagens envolvidos no anonimato, conforme foi solicitado.
O país, Chile, foi realmente o palco desta vivência.
Ludmila

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    Um pensamento sobre “Encontros fantásticos

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>