Conto mínimo: Amor ígneo


O primeiro dragão, encontrei, caído do ninho, na grama do jardim, e o trouxe para casa.
O segundo, pousou em meu ombro, durante um passeio no parque.
O terceiro, surgiu, de repente, farejando os companheiros.
Sem muito alarde, convivemos.
Mais um pouquinho… e renascerei das cinzas!
(Ludmila)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    Um pensamento sobre “Conto mínimo: Amor ígneo

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>