Teia

(foto de Pavel Mirchuk)

Na pele seda
Teço o dia a dia.
É frágil
A linha da vida.
(Dyrce Araújo)

Essa minha amiga acrússia (ela do Acre, eu da Rússia) de muitas primaveras, outonos e invernos, (literal e metaforicamente falando) tem o dom de dizer muito, com palavras essenciais. Suas poesias, belíssimas, e os contos amargos, que ainda reluta em publicar, são um prazer para todos que se alimentam com a magia da palavra. Ave, Dyrce! Que a Deusa Branca sempre te inspire, para nosso deleite! (Ludmila)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    3 pensamentos sobre “Teia

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>