Fogo Fátuo

Terrena,tenra,terna
No solo fértil de teu corpo
Me debruço
E me entrego
Ao impulso cúmplice,
À fúria desse jogo
Que nos transforma
Em animais vorazes.
E o amor brota entre gravetos,
Pedras, seixos, prados
Enquanto o fogo
Nos consome as entranhas
E sem palavras
Queima!

(Ludmila Saharovsky do livro Te Sei)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    2 pensamentos sobre “Fogo Fátuo

    1. Também sou um apaixonado por amanheceres, entardeceres… Enfim: pela dança cadenciada e às vezes alucinada da vida… Abrindo caminhos ao amor…
      Às vezes prematuros… Outras vezes, no ponto!
      Outros, tarde demais.

      Gostei de Fogo Fátuo. Parabéns!

      Wolgran Freire

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>