Enfermaria Militar de Jaguarão



Antiga Enfermaria Militar : Construção erguida por ordem do então Ministro da Guerra, Visconde de Pelotas, o prédio foi iniciado em 1880 e concluído em 1883. O objetivo era atender os oficiais e praças do exército e atender também as cidades próximas de Bagé. Situa-se no ponto mais elevado da cidade, em um terreno rochoso conhecido como Cerro da Pólvora ou Cerro da Enfermaria. A partir de 1940 funcionou também como escola e alojamento, inclusive como prisão militar e política. Em 1915 o prédo foi ampliado, com a construção de uma capela e um necrotério. Desativado e abandonado no inicio da década de 70, o prédio foi rapidamente depredado, gerando um processo de deterioração que se acentua de forma progressiva. Atualmente encontra-se em ruínas(fonte Internet), enquanto o projeto de sua recuperação e a construção de um centro de Interpretação do Pampa dorme engavetado, aguardando a inexistente vontade política…aliás, como tudo nesse nosso país!(Lud)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    3 pensamentos sobre “Enfermaria Militar de Jaguarão

    1. Pois é… Parece que o projeto jamais dormiu engavetado! As obras do Centro de Interpretação do Pampa estão a todo vapor! É o Patrimônio Cultural como meio de desenvolvimento para a nossa cidade! Descrença na política e no trabalho dos outros não leva a nada! Fácil criticar….

      • Fico imensamente feliz, Andréa, que o restauro se inicie!
        Que a Enfermaria do Jaguarão, saia, finalmente, da UTI!
        Preservando nossa memória, preservamos nossa identidade.
        Só lamento que a arquitetura, imponente, já tenha sofrido tantos danos: pela ação do tempo e pelo vandalismo, mas, antes tarde do que nunca, não é mesmo?!
        Abraços e parabéns aos que se importam com a historia tão linda desse belíssimo estado!

    2. O prédio foi desativado em 1970. Estamos em 2012.
      Em 2011 estive em Jaguarão, visitei o prédio em ruínas e lamentei seu estado de abandono.
      Quarenta anos significa duas gerações.
      Realmente… até que o projeto de restauro saiu rápido!
      Espero poder voltar em breve e visitar o Centro de Interpretação do Pampa, pois a cidade merece.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>