Publicações

Não sei o quanto o termo escritora me define, mas, é o que eu mais faço e gosto de fazer: escrever!

Em 1972 comecei a publicar minhas crônicas nos jornais de minha cidade e região (O Combate, Diário de Jacareí, Jornal Agora, jornal Valeparaibano, jornal da Secretária das Industrias de Papel Simão)

Meu primeiro trabalho premiado foi uma crônica “Cidade, cidade, ci” que escrevi para o aniversário de Jacareí e com a qual obtive a primeira classificação, lá longe…em 1975, publicada no jornal O Jacareiense, no qual redigi uma coluna de literatura “Livre idéia” por alguns anos!

Depois, em 1978, veio o primeiro lugar com o musical infanto juvenil, “Pitti e o roubo do Sol”, com o qual participei de concurso municipal em minha cidade e que foi julgado por comissão de dramaturgos e diretores de teatro de S. Paulo. O prêmio, além da publicação da obra, foi a encenação, dirigida por Paulo Lara. Na peça, Pitti, a protagonista, desperta um dia e percebe que todos os relógios estão parados, porque, naquela manhã, o sol não nasceu. Ela, seu gato, Mister Miau, e Tiquetaque, seu despertador, partem então ao encontro da Rainha do Tempo, com a intenção de descobrir quem havia sequestrado o sol.

1983 – Participo do Volume “Nova Literatura Brasileira”, seleção dos melhores escritores da dácada de 80 do Brasil, pela Editora Shogun

1984 – Edito meu primeiro livro de poesia (poemas eróticos) “Te Sei” com o qual recebo o Prêmio de Revelação na Poesia Feminina, outorgado pela Rádio do MEC – Ministério de Educação e Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

Participo das coletâneas de poesia “Santo de casa não faz milagres” e
“Poesia na Praça”
editados pelo Departamento de Cultura de Jacareí.

Edito a apostila de folclore “Vamos brincar de amarelinha” distribuída em cursos de folclore que ministro em escolas municipais, estaduais e particulares do Vale do Paraíba.

Em 2003, recebo significativa homenagem da Faculdade de Educação Thereza Porto Marques, FAETEC de Jacareí, que batiza com o meu nome sua Biblioteca, que passa a chamar-se “Biblioteca Ludmila Saharovsky.”

Tenho alguns poemas publicados na edição de 2003 da Agenda da Tribo.

Mulheres

Em 11 de dezembro de 2004 o espetáculo Mulheres, baseado na vida de 5 mulheres que, pelo trabalho e dedicação à arte, obtiveram destaque no Vale do Paraíba, é apresentado em São José dos Campos. Eu fui escolhida como uma delas. Trecho da matéria publicada na edição de 11 de dezembro daquele ano, no Diário de Jacareí traz como título: Espetáculo homenageia Ludmila Saharovsky : “O espetáculo Mulheres aborda a cultura Valeparaibana e tem como objetivo valorizar a contribuição feminina no crescimento e urbanização da região e na preservação das tradições do Vale do Paraiba.O projeto foi contemplado com o Prêmio de Incentivo Bambolina, outorgado pela Fundação Cassiano Ricardo, de São José dos Campos e desenvolvido pela Cia. de Teatro Narizes Únicos. Para a montagem do espetáculo foram entrevistadas mais de 40 mulheres, das quais foram escolhidas Dona Lili, figureira da cidade de SJCampos,Luiza e Maria Cândida, também figureiras da cidade de Taubaté, Neide àurio, cantora lírica de Taubaté, Ruth Guimarães, folclorista e escritora do Vale do Paraiba e a escritora jacareiense Ludmila Saharovsky. A pesquisa, roteiro e direção são de Walmeri Ribeiro, João Fernandes e Ana Cristina Pilchovski.

Em 2004 o livro “Te Sei”, que completou 20 anos de publicação, é adaptado para balé contemporâneo, pela Cia. Radar de Dança,  apresentado em festivais de dança em algumas cidades do Vale do Paraíba e  lançado em CD.

Em 2004 os poemas do livro “No Útero de Deus” (poemas sobre Vida/Morte/Vida), ainda inédito, transformam-se em peça de dramaturgia, como trabalho de graduação na FASC – Faculdade Santa Cecília em Pindamonhangaba, apresentado pelo aluno Roberval Rodolfo, orientado pelo Prof. Marcelo Dênny e são encenados em diversas cidades do Vale do Paraíba em 2004 e 2005, e também no Paço das Artes, dentro da Cidade Universitária – USP.

Em abril de 2007 sou indicada com mais cinco cronistas, pelo Jornal Valeparaibano, para participar da exposição “O tempo presente – Permanência da Crônica Literária no Brasil”, que percorre os SESCs do Vale do Paraíba.

Em 2009 meu monólogo “A Pedra e o Lago” é montado pela Cia do Interior, apresentando-se nas cidades de Jacareí, SJCampos, Ilha Bela e também noFestival de Teatro de Curitiba, Paraná, em mostra paralela. “A pedra e o lago” é um texto escrito em prosa poética, adaptado ao teatro na forma de monólogo, com 60 minutos de duração. Ele narra, de forma metafórica, toda a dor, a angústia e a perplexidade de uma mulher que perde um grande amor. Vivenciando esses múltiplos sentimentos ela empreende uma viagem para dentro de si mesma, para refletir e entender a complexidade das emoções humanas, tão particulares e, ao mesmo tempo, tão universais.

Em 2011 tenho vários poemas e textos publicados na Antologia Delicatta, pela Editora Scortecci

Escrevo cronicas para a Revista Perfil Mulher de 1983 até 2001, trabalhando alguns anos como Redatora da revista.

Trabalho como editora e cronista do jornal “Saviver”, da Sociedade Amigos da Vista Verde, durante quatro anos.

Edito meu próprio jornal, “O Tablóide cultural” onde também publico crônicas, em Jacareí, durante um ano.

2011 Meu próximo livro “Tempo Submerso” está no prelo e será lançado brevemente pela Editora Netebooks. Nele eu relato minhas impressões de viagem aos Gulags Soviéticos, feita em 2003 e rememoro a história de minha família perseguida pelo regime stalinista.

Atualmente escrevo crônicas para a Revista Absollut, distribuída no Vale do Paraíba e para o Jornal O Vale, de São José dos Campos.

Participo do  Dicionário das Escritoras Valeparaibanas:

http://escritorasdovaledoparaiba.blogspot.com.br/2012/03/ludmila-saharovsky.html

Livros a publicar:

Memórias do Coração (História Oral de Jacareí, coletada desde 1978)
No útero de Deus (poemas)
Eu não sou Nélida Pinon ( crônicas)
Vamos brincar de amarelinha (apostila de folclore)
Download de alguns textos meus está disponível no site www.ocaixote.com.br, na seção Biblioteca

“A hora do conto”, no Colégio Esfera, de SJCampos. Estou narrando minha historia infantil “A princesa e o vento”

Fotos de eventos e de algumas publicações

Entrevista com alunos da faculdade FAETEC, de Jacareí, em biblioteca de meu nome

Palestra sobre minha vida e obra na Biblioteca Cassiano Ricardo, durante evento O Escritor e a palavra, organizado por Dyrce Araújo

preparando-me para entrar no palco…

Parte da equipe de A pedra e o lago, em debate após a apresentação. Da esquerda para a direita: carlos Bueno Guedes, diretor e preparador do texto, a bailarina Cristiane Azevedo, a atriz Marilda Carvalho, eu e o diretor geral Paulo Carvalho

Cartaz da peça

(postais poemas produzidos para a Mostra Fotográfica conjunta com o Balé Te sei)

página com crônica na revista Novedad

No gramado de casa, com Roberval Rodolfo ( primeiro à esquerda) e André Rovasco escolhendo os poemas para a peça “No útero de Deus”

Entrevista para a Tv Band Vale sobre os Gulags Soviéticos, onde estive em 2003 recolhendo material para meu livro “Tempo Submerso”

Cristiane Azevedo coreografou poemas do livro Te sei, em espetáculo intitulado Você em mim, apresentado em S.José dos Campos

Em 21 de Novembro de 2009 recebe o Troféu Nogueira da Gama, outorgado pela segunda vez pela Academia Jacareiense de Letras, por sua produção intelectual.

CIMG0444

Lud premio Nogueira da Gama 047

matéria diário de Jacareí 2

 

 

Meu grupo Teatro do Interior, mais uma vez no Festival de Teatro de Curitiba, desta vez com o espetáculo Mundo Etéreo

 


(Crônica publicada na revista Absollut, edição de dezembro de 2011)


(conto publicado dia 18 de dezembro de 2011 no suplemento Viver do jornal O Vale)

 

 

Convite na homenagem recebida em São José dos Campos pela passagem do Dia da Mulher, em 2012

Matéria publicada no jornal O Vale, Caderno Viver, sobre o evento Elas por Eles

 

Convite para os lançamentos de meu livro que aconteceram em Jacareí e em São José dos Campos em junho de 2012

Capa, contra capa e orelhas de meu livro Tempo Submerso

Meu livro Tempo Submerso exposto na vitrine da Livraria Maxsigma do Shopping Vale Sul, em SJCampos

Gravação para o programa Vanguarda Comunidade, que foi ao ar dia 17 de junho de 2012

 

Matéria publicada com entrevista sobre o livro Tempo Submerso no dia 25 de junho no Jornal Agora de Rio Grande RS.

Convite para a Ciranda de Poesia, dia 27 de junho de 2012 no Espaço Cultural Bola de Meia

Assinando contrato, em março de 2012, na Fundação Cultural, para a edição do livro: Jacareí - Tempo e Memória, projeto contemplado pela LICe que será patrocinado pela Jacareí Transportes Urbanos

Assinando contrato, em março de 2012, na Fundação Cultural, para a edição do livro: Jacareí – Tempo e Memória, projeto contemplado pela LICe que será patrocinado pela Jacareí Transportes Urbanos

Na Fundação Cultural de Jacareí, com Eleni Garcia

Na Fundação Cultural de Jacareí, com Eleni Garcia

Primeira reunião de trabalho com a equipe: Bia Borrego, Daniele Joukhadar, Malu Santiago e Paulo Carvalho

Primeira reunião de trabalho com parte da equipe: Bia Borrego, Daniele Joukhadar e Malu Santiago

Lançamento do livro Jacareí Tempo e Memória, dia 11/12/13 no Museu de Antropologia de Jacareí. Noite memorável, MAV transbordando de gente. Autografei 500 exemplares. As fotos falam por si!

DSC04379 Visão Parcial do auditório Museu vista geral2 Visão Parcial do auditório.jpg3 DSC04384aa livro 1924665_10151883609605841_1127444024_n(1)

 Homenagem recebida em maio de 2014 por “conjunto de obra” durante a realização do Segundo Prêmio de Literatura, no VII Festival da Mantiqueira – diálogos com a literatura.
Este prêmio é entregue pela segunda vez, e aprovaram minha indicação as Academias de Letras de Jacareí, Caçapava e Lorena e também o IEV – Instituto de Estudos Valeparaibanos.
Alguns contos meus saíram no livro Contos: São Francisco Xavier, Segundo Prêmio de Literatura- 2014, o que muito me honra! Meu agradecimento especial vai também pra José Cristovão Cursino, da J.A. Cursino & Editores, pela belíssima edição.

Segundo Premio de Literatura - Cópia

Lud Festival da Mantiqueira Lud Mantiqueira 2 Lud Mantiqueira

    

    18 pensamentos sobre “Publicações

    1. Parabéns pela grande escritora que você é, sensível, amável, e uma pessoa muito doce. Conviver com você é uma delícia e um privilégio. Espero sempre merecer esta honra.
      Com muito amor, seu, Livingstone.

    2. Lu, sua personalidade e sua sensibilidade me encanta, desde que a conhei a exatos 32 anos. Porem, o que me fascina em voce, são seus poemas que mostram a mulher e sua sensualidade de forma refinada e com os sentimentos da alma aflorando a superficie do viver.

      Abraços e um feliz ano novo
      Marcos Moreno

      • Salve, Marcos! TRINTA E DOIS ANOS? Vc está brincando…nos conhecemos esses dias, não foi?
        Também tenho de você as melhores lembranças! Um lindo dois mil e doce pra você, com todo o meu carinho!

    3. Salve ! Navegando na Internet atrás de uma imagem de broto cheguei ao seu site! Maravilhei-me com o seu trabalho, com a sua história, com a sua beleza!
      Abençoada internet que nos proporciona estas doces surpresas!
      Amor, Tanya Althea

      • Tanya, muito obrigada por sua visita e seu comentário carinhoso, que me deixou feliz, feliz! E viva a Internet e essas novas amizades virtuais que ela vai nos possibilitando!
        Beijo!

    4. Admirável!
      Descobri teu blog no segundo resultado buscando uma frase final de uma crônica de Neruda, ou um poema em prosa. É possível acessar teu diário citado no ano 2011? Tens versão ou arquivo de algum número que possas me enviar como anexo ou, se for arquivo pesado, por um site intermediador como http://www.yousendit.com ?
      saudações, de Recife, Humberto (o meu blog: a partir de imagens com equipamentos analógicos, não-digitais, e todasas limitações. São fotogrfias do cotidiano, instantâneos, quando não for absolutamente espontânea a imagem (imagem roubada), coloquei uma legenda. Porto Alegre, princpalmente, onde vivi muito tempo, e um tiquinho de Recife, onde estou, onde nasci.

    5. Boa Noite Ludmila,
      Primeiramente venho como fã de sua escrita, conheci a senhora lá no meus 13 anos (não muito tempo, tenho 19 anos agora) no MAV – Jacareí, minha mãe como uma boa professora de história e amante de livros me levou em uma palestra sua, onde a senhora falava sobre sua vinda ao Brasil, origem de seus textos, dificuldades da vida e sua paixão pela escrita.
      Desde então venho acompanhando suas escritas, nos jornais da cidade e até mesmo pelo facebook.
      Infelizmente não pude ir na sua sessão de autógrafos do livro Sobrevivendo ao terror, e não pude comprar, pois na livraria não tinha mais!
      Espero que na sua próxima vinda a Jacareí eu possa comprar o livro e pegar o seu autografo…
      Admito que sou apaixonada por boa leitura, e agradeço meus pais por me ensinarem o quanto “ler” é bom para as nossa vida!
      Tem um texto que nos define eu acho:
      “E lá dentro daquele livro estava ela, muito antes do seu nascimento. Como se o poeta a adivinhasse, a descrevesse. Lá estava ela com todos os defeitos escancarados, todas as qualidades ressaltadas, toda a verdade nua e crua para quem quisesse provar. Lá estava ela, cravada em cada linha faminta por mãos corajosas o suficiente para virar suas páginas, por olhos que a percorressem inteira. O poeta morreu, mas a obra ficou. Eterna e indelével nas folhas amareladas pelo efeito amargo do tempo. E não no mesmo século, nem no seguinte, ela nasceu, pegou-se nas mãos e leu-se, encontrou-se ali e abraçou o próprio âmago.”
      Sucesso!
      Com muito carinho,
      De uma jovem menina que te admira muito!!
      Beijos

      Jéssica Pascotto
      (Via facebook)

      • Jéssica, Minha linda jovem menina!
        Seu texto foi meu presente nessa manhã que se abriu tão clara e luminosa sobre meu jardim! Pode ter certeza de que o raio de sol mais bonito veio em forma de seu e-mail. Obrigada por me aquecer a alma!
        Devo ir à Jacareí ainda este mês, passar uns dias matando a saudade de amigos.
        Aviso vc para nos encontrarmos, conversarmos e tomarmos um café. Combinado?
        Até lá, então!
        Beijo grande!

    6. Lendo tudo o que você já trabalhou pela arte e todos os recados que te deixaram, eu me emocionei muito!
      Parabéns pela maravilha que você nos proporciona a cada escrita. É tanta sensibilidade, tanto conhecimento, tanta cultura que você nos oferece.
      Obrigada minha amiga por tudo isso e pela pessoa especial que você é.

    7. É você, Marilda, quem me deixa emocionada com tanto carinho.
      Obrigada por enfeitar meu mundo com essa sua beleza de corpo e alma. Te amo para sempre! Beijos!

    8. Bom dia Ludmila, Gostaria de saber como faço para adquirir o livro Jacareí: Tempo e Memória.
      Obrigada e parabéns pelo trabalho….

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>