Saudade

flores no prado
Saudade
Este exercício inquieto e longo
Que me impele a buscar
Tua imagem na lembrança
E que eu pratico uma,
Cem, mil vezes, se preciso,
Entre camadas
De sombras e ausências
Me escapa pelo corpo
E vai formando
Estranha pradaria
na qual, eu te rumino
Em silêncio.
(Ludmila, do livro Te Sei)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>