O alvoroço da alma

265

Poema para expor o alvoroço da alma

Neste cenário de ecos
Grito, em vão, teu nome.
No opaco da noite
Tua ausência reverbera
a palavra esquecida
e não se faz a luz.
Antes, as trevas
engolem a vida.

(Ludmila Saharovsky)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>