Conto mínimo: Transmutação


A transformação começou lenta.
Primeiro, pássaros vieram aninhar-se em seus cabelos.
Depois, os botões de seu vestido abriram-se numa profusão de delicadas flores.
Enraizaram os pés, firmes, no chão de terra fofa.
Hoje, ela se estende pelos parques, perfumada cerca-viva, ao sol das manhãs. (Ludmila Saharovsky)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    5 pensamentos sobre “Conto mínimo: Transmutação

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>