Conto mínimo: Para fugir da rotina

Mal abria os olhos, e já o botão apertado, ligava o televisor.
Arrumava a casa, ouvindo as primeiras notícias da manhã.
Lavava a roupa plugada na Ana Maria Braga. Fazia o almoço com as receitas do Universo feminino. Arrumava a cozinha revendo Saia Justa. Cerzia meias sonhando que era Angélica, o corpo escultural, o casamento perfeito. Tomava banho entre dois plim plins e jantava entre lágrimas, torcendo para que Cauã Reymond descobrisse quem era seu pai.
A rotina perdurou até a noite em que, extenuado, o televisor fulminou-a, com certeiro tiro, na Ultima Sessão Bang Bang. (Ludmila)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    6 pensamentos sobre “Conto mínimo: Para fugir da rotina

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>