Nau

Tu me tomas
Nesse navegável leito
Onde meu corpo
É mar imenso
Para o teu corpo nau
E a onda que nos sustenta
É de seda, é de vento
E teu sêmen
Em mim contido
É de coral.

(Ludmila Saharovsky no livro Cronistas, contistas e poetas contemporâneos, Editora Scortecci)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    3 pensamentos sobre “Nau

    1. Olá poetisa amada pelos jacareienses e pelos não jacareienses de nascimento mas que também os ama, gostei do seu capricho com o blog, capricho este presente em tudo que voce faz e publica. Parabens pelo bom gosto, e pelo capricho.
      Abraços,
      Joana Aranha

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>