Lenda da Cobra Grande de Jacareí

Contam os antigos que, há muito, muito tempo atrás, uma cobra gigantesca, que morava nas águas do nosso Paraíba, despertou, e, numa bela tarde, botou seu cabeção pra fora d´água e começou a devorar tudo que sua bocarra alcançava. Devorou árvores, pastos, hortas e, insatisfeita, começou a abocanhar nacos de terra, desbarrancando as margens do rio. Sua fome voraz nada respeitava, ameaçando de destruição a própria igreja da Matriz, que nessa época ficava às margens do caudaloso rio. Duas lavadeiras que a viram, disseram que a cobra ia desde a igreja até perder-se de vista lá pros lados de Guararema. E era tão larga a monstrenga, que vários homens poderiam andar sobre o seu costado, como em meio à uma picada aberta à foice e facão… O povo, assustado, recorreu à padroeira da cidade, N.S. da Conceição, que foi levada até as margens do Paraíba, em meio à preces que lhe imploravam que desse um jeito na gula da danada!
Os escravos também quiseram participar, mas impedidos pelos patrões, organizaram sua própria procissão e depositaram nas águas do Paraíba a sua santa, feita de barro queimado, na intenção de acalmar a serpente. E a Senhora começou a cantar. Ela flutuava em meio às águas e cantava tão lindamente, que a cobra, hipnotizada, a seguiu. E as duas foram descendo rio abaixo durante muito, muito tempo, até que a Virgem tombou, cansada, no leito do rio e ali desfaleceu. Seu corpo partiu-se em dois, e ela foi pescada perto de Guaratinguetá, por dois pescadores que há dias não pegavam um peixinho sequer em suas redes. Então, milagre dos milagres: os peixes foram surgindo, de repente, em tantos cardumes, que mal cabiam nas barcas dos ribeirinhos. Eles encheram cestos e cestos de pescado que mitigaram a fome daquela vila. Dizem os antigos que esta é a mesma imagem que hoje o mundo conhece como a da Padroeira do Brasil, a Senhora Aparecida nas águas do Paraíba.. E, como os causos possuem várias versões, a outra história nos dá conta de que a Cobra Grande adormeceu dentro da terra e sua cabeça está enterrada debaixo do altar da Matriz. O corpo atravessa a cidade e vai até a Igreja do Avareí, agora, do rabo da danada, ninguém sabe dar notícia!
(Ludmila Saharovsky)

Domingo, dia 22 de agosto, às 17hs.haverá uma encenação itinerante dessa lenda folclórica sobre a Cobra Gigante que vive nas águas do Paraíba. A Cobra sairá da Praça da Matriz, passará pela rua XV de novembro e irá até o Parque da cidade, nas proximidades da Igreja do Avareí. Será uma linda e colorida festa em comemoração ao Dia do Folclore. Venham participar, pois a festa é de vocês!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    4 pensamentos sobre “Lenda da Cobra Grande de Jacareí

    1. Momento Mágico! Um Belo resgate de nossa cultura jacareiense, vale-paraibana…

      Que essa Tradição que ( Re ) nasce continue a existir, serpentiformemente pelo Tempo, polas inúmeras gerações que virão….

      Meus Parabéns aos idealizadores e organizadores!

      Abraços!
      ^^

    2. Obrigada por sua presença e por suas palavras de incentivo.O que seria de nós, sem as nossas raízes culturais? Adorei a serpente que teceu durante a caminhada. Que as deusas sempre o acompanhem e inspirem! Volte sempre! Abraços!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>