A poesia me alcança


A poesia me alcança
Trespassa-me
Impregna-me
com seus diluídos versos…
Cães ferozes, as palavras
me estilhaçam
Aves de rapina ciscam
letras em minha alma.
E eu, vísceras expostas
Lambo meus poemas
Com a mesma emoção
Com que lambi as crias.
(Ludmila Saharovsky)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    

    5 pensamentos sobre “A poesia me alcança

    1. ludmila,
      from india. came here, seeing a striking similarity I love neruda, marquez and mahabharata (bhagavat gita is part of it) which are your favourites as well.
      this poem is a real good one, shows your passion for poetry. I remember neruda's lines ' it was at that time poetry came in search of me , from river or winter…' 'bye!'

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>